HONESTIDADE

É a base de uma vida completa

Honestidade não é apenas dizer a verdade. É uma postura perante a vida que dita a verticalidade de espírito. Ser honesto é ser íntegro, é cumprir com a palavra, é assumir responsabilidades e fazer o que se diz que se faz.

Mais do que nunca, a nossa palavra vale o seu peso em ouro. Fazer o que dizemos que fazemos, assumir compromissos e responsabilidades é um dos maiores trunfos que alguém pode ter. É daí que nasce a confiança que os outros têm em nós e, consequentemente, a nossa credibilidade social.

Parece fácil trocarmos de opinião, adaptarmos as nossas ações ao critério dos acontecimentos e sermos voláteis como o ar mas, na verdade, este tipo de comportamento só nos beneficia a curto prazo, talvez nem isso. Sermos sinuosos apenas nos traz desconfiança e, naturalmente, uma incapacidade de crescermos enquanto pessoas.

Ser honesto é, muitas vezes, difícil. Sobretudo quando se vê um ganho imediato na nossa desonestidade. E por desonestidade, não se pense que têm de ser grandes feitos traiçoeiros ou enganadores, não, falo de pequenas coisas, pequenas ações, como não lavar os dentes porque não nos apetece, não comer bem, não fazer bem o exercício, não fazer a coisa “certa” naquele momento, etc. Às vezes é mais fácil fazer o que nos dá menos trabalho. É! Mas fazer o que não está “certo” trará sempre consequências negativas enquanto que fazer o que está certo trará sempre consequências positivas, mesmo que indiretas ou indefinidas.

Um exemplo disso aconteceu ontem no treino. Pedi aos alunos que fizessem 10 burpees, um exercício simples. É claro que ninguém adora fazer burpees então bastaram 10 segundos para já estarmos a ver um meio burpee ou um movimento qualquer estranho parecido com um burpee.

É claro que utilizei isto para explicar o que é a Honestidade na prática. Todos os alunos escolheram o caminho mais “fácil”, aquele em que faziam uma espécie de burpee mas que, na verdade, era algo que cansava muito pouco e, até, poderia fazer mal. A decisão dos alunos parecia simples: assim é mais fácil, ninguém vê, safo-me deste exercício.

Então perguntei-lhes: “se fizerem burpees assim, é mais fácil agora, é certo, mas ficam mais fortes e resistentes?”, respondi-lhes retoricamente: “É claro que não”. Voltei a perguntar: “E que lição se estão a dar? A de que podem “passar” os desafios? Então e se fizerem bem? Quem vai ficar mais forte? “ ao que todos responderam:“Nós, senhor”! “Evidentemente", disse-lhes eu.

Então, algo tão simples como 10 burpees pode ser um excelente exercício de honestidade. Uma pequena decisão transformada numa boa lição.

Quem faz as pequenas coisas bem, fará as grandes coisas possíveis.

A honestidade manifesta-se nos pequenos momentos e está, sobretudo, na nossa capacidade de tomar pequenas decisões que são difíceis no início mas que nos trazem benefícios depois.

A honestidade é o primeiro passo para uma vida completa, abundante e plena porque é o estilo de vida que permite criar fundações, dia após dia, sobre as quais se poderão erguer grandes feitos.